2020 foi um ano de tremendo desânimo e perturbação. Imagine se você tivesse dito à administração da sua organização que eles teriam que mudar seus 10.000 ou 20.000 escritórios corporativos para o mundo virtual em janeiro daquele ano. Eles teriam achado engraçado.

Apesar de todo o medo e perda que 2020 trouxe, capitalizamos as oportunidades. E mesmo um ano depois, ainda existem muitas possibilidades. Vejamos como o gerenciamento de endpoint e a segurança serão moldados em 2021 e as tendências que eles definirão no futuro.

#1 Trabalho em casa, BYOD e o crescimento do trabalho remoto

Esta é talvez a tendência mais óbvia. No ano passado, mesmo as empresas que eram contra a política do home office foram obrigadas a dar início à revolução do trabalho remoto da noite para o dia. É provável que passemos por 2021 com a mesma configuração de trabalho antes que as pessoas comecem a voltar aos escritórios normalmente. Como resultado, as empresas estão aproveitando a oportunidade de fornecer melhor gerenciamento de endpoint e ferramentas de segurança para habilitar espaços de trabalho virtuais.

#2 Primeiro na nuvem, segundo no local

Gerenciar endpoints e automatizar tarefas a partir da nuvem não é mais uma escolha. Essa transformação proativa e ousada de uma solução local para a nuvem é óbvia, dado o domínio do trabalho remoto. Com uma força de trabalho mais dispersa do que nunca, a adoção de uma configuração híbrida de várias nuvens ajudará a integrar ferramentas de gerenciamento e segurança.

#3 Prevenção de ataques cibernéticos e remediação de ameaças de dados

Sua equipe de TI protegeu laptops, mediu a rede corporativa e verificou as aplicações favoritas dos funcionários quando todos trabalhavam no escritório. No entanto, eles podem manter o mesmo nível de segurança rigorosa para os diversos dispositivos e roteadores de baixo custo dos funcionários em casa? De acordo com um relatório da Barracuda Networks, os ataques de phishing relacionados à pandemia aumentaram 667% no início da pandemia. O que isso significa? Atores de ameaças, também conhecidos como bandidos, estão menos interessados em atacar organizações e mais interessados em hackear suas coisas pessoais. A interrupção do trabalho em casa é definida para direcionar mais atenção à segurança do endpoint e adotar um modelo Zero Trust.

Privacidade e conformidade

Estamos em um mundo onde a privacidade desempenha um importante fator decisivo em tudo o que usamos. A conectividade contínua em nuvem privada ou pública é incompleta sem uma infraestrutura que respeite a conformidade e a privacidade dos negócios.

Cortes de custos operacionais

As empresas aprenderam a tornar-se mais enxutas após cortes de custos e imensa pressão sobre os orçamentos. Embora a redução dos custos operacionais seja o objetivo principal de toda agenda da diretoria, as empresas usaram 2020 para crescer de forma mais enxuta e repensar maneiras de utilizar seus recursos. No entanto, tornar-se mais colaborativo digitalmente com gerenciamento de endpoint e segurança terá um preço alto, já que a adoção e a adaptação rápida a uma nova tecnologia levam a muitas falhas. Por exemplo, o Gartner prevê que “até 2024, 80% das empresas que não estão cientes dos erros cometidos na adoção da nuvem gastarão 20 a 50% a mais.”

Se sua organização está procurando uma solução econômica de gerenciamento de endpoint unificado que garanta produtividade, automatize patches e remedia ameaças cibernéticas, experimente o Desktop Central por 30 dias para gerenciar endpoints ilimitados gratuitamente.